Atualidade

Preservação de fígados para transplante pode passar de nove para 27 horas

11 Set. 2019

Uma equipa de cientistas conseguiu triplicar o tempo de preservação de fígados humanos no exterior do corpo humano relativamente ao que era feito no uso clínico. De acordo com um estudo publicado na revista Nature Biotechnology, os investigadores conseguiram conservar esse órgão durante 27 horas a uma temperatura média de quatro graus Celsius negativos. Falta confirmar estes resultados com mais experiências, mas a nova técnica de arrefecimento pode aumentar a disponibilidade de fígados para transplantação.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Newsletter

Apoios

MylanTakedaNorgine