Atualidade

Quebra no número de transplantes de fígado em 2018 justificada pelo surgimento de alternativas e envelhecimento dos dadores

27 Mar. 2019

Em 2018, verificou-se um decréscimo no número de transplantes realizados em Portugal, sendo o fígado um dos órgãos que registaram uma maior quebra. No total, foram feitas 289 intervenções, menos 66 do que no ano anterior. A explicação para esta tendência pode dever-se, não só ao envelhecimento dos dadores, mas também ao surgimento de alternativas médicas ao transplante. Os dados foram divulgados pelo Instituto do Sangue e da Transplantação nesta segunda-feira.

 

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Newsletter

Apoios

MylanTakedaNorgine